Por favor aguarde.
  • Fórmula 1: Lewis Hamilton vence em Singapura e alarga vantagem no Mundial

    Desporto


    O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu hoje o Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1 e alargou para 40 pontos a vantagem no campeonato sobre Sebastian Vettel (Ferrari).

    A seis corridas do final do campeonato, o piloto britânico deu um passo importante rumo ao título, até porque esta era uma pista que, em teoria, favorecia a Ferrari.

    Contudo, o campeão em título tratou de aplicar uma prática diferente logo desde o arranque, só perdendo a liderança quando parou nas boxes para trocar de pneus, à 16.ª volta.

    Daí em diante só sentiu alguma pressão do segundo classificado, Max Verstappen (Red Bull) na volta 38, quando foi preciso dobrar pilotos atrasados.

    No final, Lewis Hamilton admitiu que, nessa altura, sentiu "o coração na boca por momentos". "Não me deixaram passar. Julgo que o Max [Verstappen] teve mais sorte com o local da pista onde apanhou tráfego", explicou.

    O campeão em título considerou que esta "foi uma corrida dura".

    "Pareceu-me a mais longa da minha carreira. Ainda bem que já acabou", comentou, no final de um Grande Prémio em que terminou com o tempo de 1:51.11,611 horas, com 8,961 segundos de vantagem para o holandês Max Verstappen. Esta foi a quarta vitória do piloto da Mercedes no circuito asiático, 69.ª da carreira.

    O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) fechou os lugares do pódio, já a 39,945 segundos, depois de uma estratégia errada na escolha de pneus.

    A equipa italiana optou por parar logo à 15.ª volta, para colocar pneus macios no carro de Vettel, que nunca mais teve ritmo para acompanhar o duo da frente.

    "Não fomos rápidos o suficiente, não tivemos ritmo. Tentámos ser rápidos no início, mas não deu resultado. A partir daí fiz uma corrida diferente da deles, com outros pneus. Se parasse, perderia muito tempo nas boxes", explicou.

    A corrida ficou ainda marcada pelo incidente entre Sergio Perez e Esteban Ocon, ambos da Racing Point Force India, que terminou com Ocon a embater no muro e a obrigar à entrada do ?safety car? em pista.

    A próxima prova, o Grande Prémio da Rússia, disputa-se em 30 de setembro.

    Fonte: SAPO Desporto

    Ler notícia completa »

    »Voltar Ler notícia completa »