Por favor aguarde.
  • Golo de Soares coloca FC Porto na liderança isolada do campeonato

    Desporto


    O grande jogo da jornada, referente à 10.ª jornada do campeonato português, disputado no Estádio do Dragão, terminou com a vitória do FC Porto diante do SC Braga com um golo de Tiquinho Soares aos 88 minutos. O resultado pode ser enganador para quem não viu a partida, pois foi emocionante, teve bom futebol e muitos oportunidades de golo. Os Dragões terminam a ronda na liderança isolada do campeonato com 24 pontos, enquanto o SC Braga pode ser ultrapassado pelo Sporting, caso os Leões vençam na receção ao Chaves, e perder o segundo lugar.

    Face ao último jogo, frente ao Lokomotiv de Moscovo, Sérgio Conceição apresenta uma alteração, saindo Herrera e entrando Soares, que não está inscrito na Liga dos Campeões. Já do lado da equipa minhota, Abel Ferreira também faz apenas uma mudança em relação à vitória (2-1) obtida diante do V. Setúbal, entrando Ricardo Horta para o lugar de Fábio Martins.

    Na primeira parte, com as bancadas do Estádio do Dragão ?a ferver?, os adeptos puderam assistir a uma boa primeira parte, com excelentes oportunidades para os dois lados. Porém, houve um domínio estatístico por parte da equipa da casa. Os Dragões foram para o intervalo com mais remates (11-6), mais posse de bola (64%-36%) e pontapés de cantos (6-3).

    No segundo tempo, a formação orientada por Sérgio Conceição entrou melhor, jogando mais no meio-campo do SC Braga, que não temeu, em minuto algum, o FC Porto.

    Esta foi, até à data, a melhor assistência da temporada no Estádio do Dragão, com 47.929 pessoas a assistirem à partida.

    Aos 67 minutos, Sérgio Conceição não mostrou medo e substituiu Maxi Pereira e colocou Otávio, dando assim mais poderio ofensivo pelo corredor direito. Minutos mais tarde, o treinador portista mudou a direção de Otávio, empurrando o brasileiro para a esquerda e recuando Marega para o corredor oposto. O FC Porto mudou o sistema de 4-4-2 para 4-3-3.

    No final, a equipa minhota foi a que esteve mais perto de marcar, tendo enviado duas bolas aos ferros da baliza de Iker Casillas. Primeiro Esgaio (56?) e mais tarde Fransérgio (79?).

    Aos 88 minutos, num cruzamento de Otávio (que foi meio golo), Soares, nas costas da defesa bracarense, cabeceou como mandam as regras, sem hipóteses para Tiago Sá e marcou o único golo da partida, determinante para colocar os azuis e brancos na liderança.

    Fonte: SAPO Desporto

    Ler notícia completa »

    »Voltar Ler notícia completa »