Please wait.
  • Investimento do Atlético Madrid ameaça bicampeão Barcelona e Real parte atrás

    Desporto


    O bicampeão FC Barcelona inicia a liga espanhola de futebol 2019/20 ameaçado pelo investimento do Atlético de Madrid, que contratou o português João Félix após ter perdido Griezmann para os ?blaugrana?, com o Real Madrid em posição mais frágil.

    A equipa orientada pelo argentino Diego Simeone contratou oito jogadores, com o principal destaque a recair no jovem internacional luso, de 19 anos, contratado ao Benfica pela cláusula de rescisão, fixada em 120 milhões, o mesmo valor que o Barcelona pagou pelo internacional francês, as duas maiores contratações do mercado de verão até ao momento.

    Para atacar um título que escapa desde 2013/14, os ?colchoneros? adquiriram ainda o espanhol Marcos Llorente ao rival Real Madrid, o também espanhol Mário Hermoso e o inglês Kieran Trippier, junto do Espanyol e Tottenham, respetivamente, o brasileiro Felipe e mexicano Héctor Herrera ao FC Porto, o brasileiro Renan Lodi ao Athletico Paranaense e o sérvio Ivan Saponjic, da equipa B do Benfica.

    A estreia na competição está agendada para domingo, com a receção ao Getafe, sendo que o dérbi frente ao Real Madrid acontece na sétima jornada e o ?clássico? com o Barcelona disputa-se apenas na 14.ª ronda.

    No bicampeão, que manteve no plantel o português Nélson Semedo, a chegada do avançado internacional francês Antoine Griezmann veio dar ainda mais qualidade à frente de ataque ?culé?, capitaneada por Lionel Messi e que integra ainda Luis Suárez e Ousmane Dembelé.

    Além do antigo jogador ?rojiblanco?, a formação orientada pelo espanhol Ernesto Valverde apostou também na contratação do médio holandês Frenkie de Jong, ex-Ajax, e no guarda-redes brasileiro Neto, proveniente do Valência.

    O Barcelona, campeão em 2017/18 e 2018/19 com 14 e 11 pontos de vantagem sobre o segundo classificado (em ambos os casos o Atlético de Madrid), abre ?La Liga? na sexta-feira, em San Mamés, reduto do Athletic de Bilbau, e só na 10.º ronda defrontará o rival Real Madrid.

    A equipa madrilena, campeã europeia em 2015/16, 2016/17 e 2017/18, vive momentos conturbados, muito por culpa da pré-época marcada pela goleada (7-3) sofrida diante do Atlético de Madrid, juntando derrotas com Bayern Munique (3-1) e Tottenham (1-0), e sem certezas quanto à continuidade do galês Gareth Bale, que recebeu autorização para deixar o clube.

    Sem erguer o mais importante título nacional desde 2016/17, a equipa treinada pelo francês Zinedine Zidane investiu no belga Eden Hazard (proveniente do Chelsea por cerca de 100 milhões de euros), no antigo avançado do Benfica, Luka Jovic, contratado ao Eintracht Frankfurt, no defesa Éder Militão, vindo do FC Porto, e no defesa Mendy, do Lyon.

    Na luta pelos lugares europeus e a participar na próxima edição da Liga dos Campeões vai estar o avançado internacional luso Gonçalo Guedes, ao serviço do Valência, depois de ter terminado na época passada no quarto lugar, o último que dá acesso à mais importante competição de clubes da UEFA.

    O defesa Antunes, pelo Getafe, a grande surpresa do anterior campeonato anterior, tem uma palavra a dizer relativamente à luta pelos lugares cimeiros da tabela, sendo que também vai participar na Liga Europa, assim como o Sevilha, de Daniel Carriço e do recém-contratado Rony Lopes.

    Os promovidos Osasuna, que venceu o segundo escalão, Granada, dos portugueses Rui Silva e Domingos Duarte, e Maiorca vão, presumivelmente, lutar pela permanência, juntamente com Eibar, do defesa Paulo Oliveira, e Levante, em que atuam Rúben Vezo e o reforço Hernâni.

    O Bétis, do médio defensivo William Carvalho, perdeu o argentino Lo Celso para os ingleses do Tottenham, mas reforçou-se com o médio ofensivo francês Nabil Fekir, ex-Lyon, e, a par da Real Sociedad, com Kevin Rodrigues no plantel, vai procurar terminar nos 10 primeiros lugares da liga.

    Source: SAPO Desporto

    Read all new »

    »back Read all new »