Please wait.
  • Liga dos Campeões Africanos: 1º de Agosto pode reencontrar Zoran Maki

    Desporto


    Enquadrado no pote 4, o 1º de Agosto pode reencontrar o seu antigo técnico Zoran Maki na fase de grupos da liga dos clubes campeões africanos em futebol, cujo sorteio acontece nesta quarta-feira, no Cairo, Egipto.

    Agora a orientar o Widad Athletic Club, de Marrocos, o sérvio foi o treinador dos militares na célebre campanha de 2018, em que atingiram as meias-finais da ?Champions?, fase em que foram afastados pelo Esperance de Tunis, com uma arbitragem tendenciosa.

    O árbitro zambiano Janny Sikazwe, no jogo da segunda mão, em Tunis, esteve sempre em desfavor dos angolanos, chegando a anular um golo limpo dos campeões nacionais. A turma do Rio Seco perdeu por 2-4. Na primeira partida venceu por 1-0.

    Com Zoran Maki, os agostinos conquistaram ainda o campeonato nacional de 2018, aquele que viria a ser o terceiro consecutivo.

    Maki, de 57 anos, está desde junho deste ano à frente dos marroquinos, actuais campeões do seu país e vice-campeões africanos.

    O Widad Athletic está no pote 1, com as equipas do Esperance de Tunis (Tunísia), TP Mazembe (República Democrática do Congo) e Al Ahly (Egipto), outros potenciais adversários do 1º de Agosto e do Petro de Luanda, o outro representante angolano nesta competição (igualmente no pote 4).

    Composição dos potes:

    Pote 1: Esperance de Tunis (Tunísia), TP Mazembe (República Democrática do Congo), Wydad Athletic Club (Marrocos) e Al Ahly (Egipto)

    Pote 2: Étoile du Sahel (Tunísia), Mamelodi Sundowns (África do Sul), Zamalek (Egipto) e Raja Casablanca (Marrocos)

    Pote 3: USM Alger (Argélia), Zesco United (Zâmbia), AS Vita Club (República Democrática do Congo) e Al Hilal (Sudão)

    Pote 4: 1º de Agosto, Petro de Luanda, FC Platinum (Zimbabwe) e JS Kabylie (Argélia)

    Serão formados quatro grupos constituídos por quatro equipas cada, apurando-se para os quartos-de-final as duas primeiras classificadas de cada grupo.

    É a terceira presença dos tetra-campeões nacionais numa fase de grupos da ?Champions? africana, depois da estreia em 1997.

    Já o vice-campeão nacional (Petro de Luanda) regressa à fase de grupos dezoito anos depois. Em 2001, na primeira e última presença, chegou até às meias-finais, etapa em que foi eliminado pelo Mamelodi Sundows, nos penaltis, por 3-5.

    O campeão em título é o Esperance de Tunis.

    Source: SAPO Desporto

    Read all new »

    »back Read all new »