Please wait.
  • Robert Enke morreu há 10 anos. Benfica vai homenagear antigo guarda-redes que se suicidou

    Desporto


    Há precisamente dez anos Robert Enke colocou fim à própria vida e chocou o mundo do futebol. Passada uma década desde 10 de novembro de 2009, são muitas as homenagens que invadem as redes sociais não só na Alemanha, país natal de Enke, mas também em Portugal.

    O Benfica recorda, este domingo, a passagem de Enke pela Luz e destaca o facto de ter sido o primeiro guardião alemão a defender as redes encarnadas.

    Após ter três temporadas a brilhar ao serviço do Benfica, Enke deixou Portugal e mudou-se para Barcelona. Anos mais tarde, voltou a Alemanha pela porta do Hannover 96, após passagens por Fenerbahçe (Turquia) e Tenerife (Espanha).

    No campeonato alemão conseguiu também agarrar um lugar na seleção germânica, antes da tragédia ocorrida a 10 de novembro.

    Enke decidiu pôr termo à vida com apenas 32 anos, depois de ter passado por vários períodos de depressão. A morte do então guardião da seleção alemã chocou o mundo, mas também deixou um legado.

    Foi fundada uma instituição com o nome do guardião alemão que se dedica a ajudar adultos com problemas de depressão e crianças com problemas de coração.

    A Federação Alemã de Futebol, em parceria com a Fundação acima mencionada, deixou um apelo a todos os clubes para respeitarem um minuto de silêncio, antes do apito inicial dos jogos, em memória a Robert Enke.

    O apelo também conta com uma hastag #gedENKEminute que está a ser amplamente difundida pelos mais diversos clubes do futebol alemão.

    Source: SAPO Desporto

    Read all new »

    »back Read all new »