Please wait.
  • Pinto da Costa: "Muita gente no país consideram Rui Pinto um herói"

    Desporto


    Pinto da Costa concedeu uma entrevista à TVI, onde falou do passado, da atualidade do FC Porto e do futuro do clube. O líder azul-e-branco abordou outros temas como a falta de público nos estádios, o caso Rui Pinto e disse ainda que não critica António Costa.

    O que tem a dizer sobre Rui Pinto: "Sinceramente não tenho opinião. Não estou dentro do assunto por isso não vou dizer se é herói ou criminoso. O que é estranho é que há muita gente no país que o consideram um herói. As irregularidades vieram a público e acham que ele foi um herói, quando foi um funcionário do FC Porto a revelar alguns emails com irregularidades, foi castigado. Essa dualidade é que não entendo."

    Críticas ao primeiro-ministro: "Eu não critico o António Costa. Quando falo no primeiro-ministro não é globalmente. Não tenho guerra nenhuma com ele, tenho a maior cordialidade sempre nos encontros que temos, temos sempre uma conversa afável. Em termos governamentais é óbvio que não posso estar de acordo com todas as ações, mas a mim não me compete publicamente questionar ou opinar sobre a ação do primeiro-ministro. Numa altura de uma crise, como estamos, devemos de estar todos unidos para salvar o país. Agora na política do futebol discordo totalmente. O FC Porto pagou em impostos desde o início da pandemia cerca de 20 milhões. Em Itália baixaram mais de 30% os impostos no futebol, devido à pandemia. Não seria uma injustiça. Sabes quantos funcionários o FC Porto tem? 572 pessoas que vivem de um salário do FC Porto.

    Futebol sem adeptos: "Acho que é incompreensível. Temos aqui camarotes para as famílias, que não podem vir cá, mas podem ir ao cinema ou ao restaurante. Quem me tem acompanhado nesta luta é o presidente da Liga e o presidente da FPF."

    Sente-se sozinho na luta pelo regresso de adeptos aos estádios: "Quando falo com alguém sobre o tema, todos me dão razão. Até pessoas responsáveis me dizem que é incompreensível não haver adeptos nos estádios. Temos aqui uma série de camarotes, não podem estar aqui meia dúzia de pessoas? Quando em Guimarães vimos que estiveram aquelas pessoas todas. O FC Porto já perdeu 29 milhões em receitas de bilheteira. Se calhar alguns até dá jeito que não tenham adeptos. Se eu tivesse aqui adeptos a insultar-me, se calhar não os queria cá. Não estou a falar em ninguém em concreto, estou a falar num cenário hipotético."

    Source: SAPO Desporto

    Read all new »

    »back Read all new »